O problema do pintor

Padrões de intenção, a explicação histórica dos quadros do historiador da arte Michael Baxandall, foi seu oitavo livro, publicado originalmente em 1985. 

Para o autor, é preciso pensar nas diretrizes do artista, e isso perpassa por pensar as circunstâncias nas quais a obra foi concebida, quem a encomendou, ou quem foi o mecenas, as relações de mercado, a cultura, a ciência e filosofia da época, as obras que vieram antes, seja do mesmo artista ou de outros, enfim, uma série de questões que levantam informações e fazem uma leitura da obra. Pensando as diretrizes somos capazes de entender qual foi o problema do artista e como ele o resolveu em sua obra.

Na imagem: Paul Cézanne

#art #arte #historiadaarte #históriadaarte #arthistory #artwork #obradearte #artista #pintura #escultura #museudearte #museu #museum #artist #artgallery #painting #artecontemporânea #contemporaryart #artemoderna #artist     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: