Sobre o nosso costume com o horror

Folheando mais uma vez o livro do Archer “Arte Contemporânea uma história concisa”, essa frase novamente chamou a atenção.
Ela fala muito sobre o nosso costume com o horror que encontramos todos os dias nos noticiários.
Archer escreveu ela refletindo sobre uma uma declaração do artista Andy Warhol em 1963: “Era Natal ou o Dia do Trabalho – algum feriado – e, toda vez que você ligava o rádio, eles diziam algo como ‘quatro milhões de pessoas vão morrer’. Foi aí que começou. Mas, quando você vê uma figura medonha repetidas vezes, ela não produz nenhum efeito”.
Se a gente substituir rádio por tv e internet nessa frase do Warhol, temos aí o que nos consome todos os dias.
E fica aqui mais uma reflexão, diante de tantas dificuldades, será que é possível sentir e se importar com tudo que nos atravessa?
Na imagem: uma gravura de Goya.
#michaelarcher #artecontemporanea #andywarhol

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: