A escultura no campo ampliado

O texto A escultura no campo ampliado foi publicado originalmente na Revista October em 1979. A versão traduzida foi publicada na Revista Gávea em 1984. Você encontra facilmente essa versão em pdf jogando o nome no google. Apesar de pequeno, o texto é denso, e foi fundamental para que críticos e historiadores de arte repensassem a categoriaContinuar lendo “A escultura no campo ampliado”

6 livros de História da Arte a partir do século XX

A arte a partir do século XX se transformou de maneira avassaladora. De pintura e escultura passamos para uma profusão de linguagens que tomaram o espaço, se apropriaram de objetos, utilizaram o próprio corpo como base, adentraram as cidades etc. A arte moderna e contemporânea tem suas particularidades.  Aqui estão 6 livros que podem nos ajudarContinuar lendo “6 livros de História da Arte a partir do século XX”

O lado mais tenebroso

Mário de Andrade teria dito que se sentia assustado ao ver seu retrato feito pelo artista Flávio de Carvalho, pois mostrava seu lado mais tenebroso. Para o pesquisador Marcelo Moreschi essa frase atribuída a Mário de Andrade é na verdade apócrifa. Defende sua ideia e pesquisa no artigo “Mário de Andrade como ruína psicoetnográfica: oContinuar lendo “O lado mais tenebroso”

Os ossos do mundo

Você sabia que o artista Flávio de Carvalho também incursionou na escrita?Os ossos do mundo é uma publicação que inclui reflexões sobre isso mesmo, o mundo, a sociedade, as visões do artista sobre as coisas. No prefácio do livro, Flávio de Carvalho conta que ele foi feito sob encomenda, e que depois a editora queContinuar lendo “Os ossos do mundo”

O diário de Frida Kahlo

Você sabia que foi publicado em formato de livro O diário de Frida Kahlo? Em seu diário, a artista mexicana conta um pouco de sua vida, seus dias, suas relação com a arte. Para além do apelo comercial/mercadológico que se instaurou em torno de suas obras, você conhece as obras de Frida Kahlo? Você podeContinuar lendo “O diário de Frida Kahlo”

O pintor da vida moderna / Charles Baudelaire

Charles Baudelaire (1981-1867), em seu texto O pintor da vida moderna, se debruça sobre diferentes temas da modernidade, a partir das obras do pintor Constantin Guys. Baudelaire repara nos croquis de viagens que o Sr. G fazia para publicar em um jornal inglês. Ele atenta para o improviso em que eram feitos, no local, retratando oContinuar lendo “O pintor da vida moderna / Charles Baudelaire”

Tarsila do Amaral e o Abaporu

https://amzn.to/3keTAdl Tarsila do Amaral publicou o texto Pintura Pau-Brasil e Antropofagia em 1939 e refletiu sobre suas próprias obras e o momento da arte na década de 1920 e 30. Afirma que o movimento antropofágico de 1923 teve origem em sua tela Abaporu, que esboçou os primeiros traços em 1928. O movimento, que uniu artistasContinuar lendo “Tarsila do Amaral e o Abaporu”

O corpo impossível, Eline Robert Moraes

A dica de hoje é o livro O corpo impossível de Eliane Robert Moraes Ele é dividido em 3 partes com vários capítulos. Minha edição é da Iluminuras de 2012 e conta com ilustrações em preto e branco. Recomendo esse livro para quem quer pensar e entender mais sobre a desconstrução e fragmentação do corpoContinuar lendo “O corpo impossível, Eline Robert Moraes”

O corpo em ruína

No livro O corpo Impossível de Eliane Robert Moraes, ela faz uma revisão sobre como o corpo vem sendo apresentado desde o Modernismo até à arte contemporânea nas artes visuais e literatura. E relembra sobre a fragmentação do corpo com a experiência do pós-guerra. 2020 parece ser o ano onde certezas, planos e sistemas de crençasContinuar lendo “O corpo em ruína”