Já tem o seu livro da Artemisia Gentileschi da Tashen? Não? Claro que não, ele não existe!

As artistas EvaMarie Lindahl & Ditte Ejlerskov tem um projeto de arte chamado ABOUT: THE BLANK PAGES (Sobre: as páginas brancas). Elas mapearam em 2014 que a famosa editora que publica livros sobre artistas tinha 97 nomes de artistas publicados em seu catálogo, mas apenas 5 eram mulheres. EvaMarie e Ditte fizeram então o projetoContinuar lendo “Já tem o seu livro da Artemisia Gentileschi da Tashen? Não? Claro que não, ele não existe!”

Arte contemporânea

Katia Canton em em seu livro Novíssima arte brasileira, um guia de tendências, traz justamente isso, obras e artistas que estavam fazendo a arte contemporânea no Brasil na virada do século XX para o XXI. Fala sobre como a arte contemporânea pode ser algo tão próximo e, ao mesmo tempo, trazer tanto estranhamento ao espectador.EContinuar lendo “Arte contemporânea”

Merzbau de Kurt Schwitters

Eu sou apaixonada pelo artista alemão Kurt Schwitters (1937-1980), e a sua obra Merzbau! Aqui sua casa além de ateliê, vira a própria obra! Vida e arte se misturam… Ela foi produzida primeiramente em Hannover, onde o artista começou seu projeto, em 1920, com a criação de colunas Merz, onde pedestais com bustos no topoContinuar lendo “Merzbau de Kurt Schwitters”

Camille Claudel

Eu fui voluntária no Museu de Arte de Joinville logo que a exposição da Camille Claudel abriu… eu tinha acabado de entrar na graduação de Artes Visuais em 2007… nem sabia muita coisa de história da arte… Mas que privilégio eu tive de passar um mês, todos os dias, convivendo com as obras da exposição,Continuar lendo “Camille Claudel”

Matisse, seus objetos e inspirações

Hoje a Odalisca Amarela de Matisse, pintura de 1937 está ao lado da banqueta de onde artista tirou a inspiração para pintá-la. Em 2017 eu vi a exposição “Matisse in the studio” que me marcou muito, onde as obras dele estavam expostas lado a lado dos objetos que ele havia pintado, bancos, banquetas, móveis, tapeçaria,Continuar lendo “Matisse, seus objetos e inspirações”

Casal Arnolfini e seus detalhes

Vou fazer posts sobre as belezas da História da arte! Sobre as obras que cativam, que despertam curiosidade e questões para gente pensar até hoje… Hoje o Casal Arnolfini, obra de Jan van Eyck, pintura de 1434, está na National Gallery em Londres. Essa obra cheia de detalhes e simbologias é um dos grandes ícones,Continuar lendo “Casal Arnolfini e seus detalhes”

Pioneiras da fotografia: Lady Clementina Hawarden

Lady Clementina Hawarden (1822-1865) foi uma das pioneiras da fotografia Vitoriana. Utilizava membros de sua família como modelos de suas fotografias, tendo uma relação pessoal com os fotografados, principalmente suas filhas.   Os ambientes eram sempre a residência da família, em sua maior parte no interior de edificações, mas próximo das janelas, o que conferiaContinuar lendo “Pioneiras da fotografia: Lady Clementina Hawarden”

Ofélia de John Millais

Ofélia de John Millais, 1851–1852, é uma das pinturas mais icônicas da arte inglesa e também muito revisitada na arte desde então, vide um dos últimos post que fiz com a fotografia de Alessandra Sanguinetti, se não viu, confere aqui: https://lendoahistoriadaarte.com/2021/04/26/as-aventuras-de-guille-e-belinda-e-o-anigmatico-significado-de-seus-sonhos/ Shakespeare era um tema popular para os artistas vitorianos, embora Millais fosse um românticoContinuar lendo “Ofélia de John Millais”

As aventuras de Guille e Belinda e o anigmático significado de seus sonhos

Fiquei com vontade de compartilhar aqui na página alguns artistas que eu estudei ao longo da vida… Começo com Alessandra Sanguinetti e sua série fotográfica “As aventuras de Guille e Belinda e o enigmático significado de seus sonhos”.Na série, a artista mostra o idílico cotidiano das primas Guillermina e Belinda. Construindo um diário imagético noContinuar lendo “As aventuras de Guille e Belinda e o anigmático significado de seus sonhos”