Pra que serve a biografia/autobiografia de um artista?

Nesse vídeo eu falo um pouco sobre isso e dou vários exemplos de livros biográficos do mundo da arte. Todos eles fazem parte do meu curso História da Arte em 18 autores, acesse para saber mais: https://hotm.art/HL3g7ytB Eu gravei esse vídeo para o IG TV do Instagram, mas resolvi compartilhar aqui também. Se você aindaContinuar lendo “Pra que serve a biografia/autobiografia de um artista?”

O diário de Frida Kahlo

A artista mexicana Frida Kahlo (1907-1954) produziu inúmeras pinturas e desenhos ao longo de sua vida. Sua história é permeada por dores físicas em decorrência de um acidente e suas dores de amores. Publicado no Brasil sob o título O diário de Frida Kahlo – um autorretrato íntimo, a artista documenta sua biografia pessoal e política,Continuar lendo “O diário de Frida Kahlo”

6 livros biográficos: arte e artistas

A biografia se tornou um gênero literário muito popular a partir do século XX. Quem não gosta de conhecer grandes histórias pessoais, narrativas, percepções íntimas sobre assuntos ainda mais íntimos?Pois essa popularidade chegou nas artes visuais também!Aqui eu selecionei 6 livros que se voltam em torno das biografias. Tem desde o diário da Frida Kahlo,Continuar lendo “6 livros biográficos: arte e artistas”

A arte de descrever

A arte de descrever, a arte holandesa no século XVII da historiadora da arte Svetlana Alpers teve sua primeira edição publicada em 1983. Já na Introdução do livro, a autora afirma que a arte holandesa é descritiva, feita para o olhar, e possui uma naturalidade de representação.  Quer saber mais sobre A ARTE DE DESCREVER?Continuar lendo “A arte de descrever”

Guerrilla Girls

Semana passada eu falei sobre mulheres na arte, ainda sobre isso, trago mais sobre o assunto:O grupo Guerrilla Girls surgiu em 1985 na cidade de Nova York, Estados Unidos, com uma série de cartazes que questionavam a reduzida presença de mulheres artistas em uma exposição no MoMA. A mostra tinha o objetivo de fazer umContinuar lendo “Guerrilla Girls”

Mulheres artistas: Idade Média, Renascimento e Barroco

Essa semana nos stories do @lendoahistoriadaarte eu fiz um desafio! Os seguidores poderiam mandar períodos e movimentos de arte e eu repostaria com uma obra/artista. Resolvi publicar aqui também, pois encontrei verdadeiras joias da história da arte que eu desconhecia. IDADE MÉDIA Hildegard de Bingen (1098-1179) Foi monja beneditina, mística, compositora, naturalista, médica informal, poetisa,Continuar lendo “Mulheres artistas: Idade Média, Renascimento e Barroco”

Carmela Gross

LUZ + INTERVENÇÃO + ARQUITETURA + ESPAÇO São palavras-chave para pensar esse trabalho da artista brasileira Carmela Gross. Produzido na Galeria Vermelho em São Paulo em 2016, RAIO/LIGHTNING BOLT é uma grande lâmpada que atravessa o espaço da galeria. Eu adoro os trabalhos da Carmela Gross, e amo intervenção na arquitetura, e você? #art #arte #historiadaarte #históriadaarte #arthistory #artworkContinuar lendo “Carmela Gross”

3 livros sobre mulheres na história da arte

Era livro sobre mulheres na arte que faltava? Estão aí 3 livros que tenho aqui em casa e são ótimos! Seja para pensar teoricamente o assunto, ou mesmo para aumentar o repertório de artistas e obras produzidas por mulheres. O apagamento da mulher na história da arte não é brincadeira… por muitos séculos a produçãoContinuar lendo “3 livros sobre mulheres na história da arte”

Repertório de imagens

Repertório de imagens a gente vai criando ao longo do tempo. Mas algumas vezes já me perguntaram de onde eu tiro alguns artistas pra mostrar, parece até que saiu da cartola. Não existe mágica, mas aqui vão algumas dicas pra aumentar ainda mais o seu: * Visitando exposições (sempre com segurança em tempos de pandemia);Continuar lendo “Repertório de imagens”

O homem sem qualidade caça palavras

Telas de caça palavras??? Temos! A artista Elida Tessler em seu trabalho “O homem sem qualidade caça palavras” foi baseado no romance “O homem sem qualidades” de Robert Musil. A frase afirmativa que dá nome ao livro levou a artista a destacar todos os adjetivos presentes no texto, o que resultou em 30301 palavras.  O trabalho reúne 134Continuar lendo “O homem sem qualidade caça palavras”