4 artistas do livro VIDAS DOS ARTISTAS de Vasari

Essa semana falei sobre o livro VIDAS DOS ARTISTAS de Giorgio Vasari, então vai aqui 4 artistas presentes no livro. Destaco Properzia de Rossi, única mulher nessa primeira edição do livro, de 1550.

Vasari acreditava no progresso e desenvolvimento da arte, e para ele, Michelangelo representava esse ápice. Nada poderia surgir de melhor a partir dele.

#giorgiovasari #vasari #vidadosartistas #pierodellafrancesca #fraangelico #properziaderossi #michelangelo

SINOPSE: Publicado pela primeira vez em Florença em 1550, este livro é considerado a obra inaugural da história da arte e fonte escrita indispensável para quem quer se familiarizar com a arte do Renascimento italiano e seus protagonistas. Vasari, pintor e arquiteto, nos oferece o relato das biografias dos mais célebres artistas do Renascimento italiano. A esta edição, com prefácio de Giovanni Previtalli e organização e notas de Luciano Bellosi e Aldo Rossi, que reproduz integralmente a edição de 1550, se acrescentam um índice de nomes e outro de lugares e obras que facilitam a localização das obras a que Vasari faz referência.

COMPRE AQUI

#giorgiovasari #vasari #vidadosartistas

Vida dos artistas

VIDA DOS ARTISTAS ou A vida dos mais excelentes arquitetos, pintores e escultores italianos, de Cimabue aos nossos dias, é um clássico da História da Arte.

Sua primeira edição é de 1550, alguns anos depois Vasari fez uma nova edição com adições, mas no Brasil temos a tradução da primeira versão. Vasari foi um dos predecessores da historiografia da arte, escreveu sobre os artistas, suas biografias e obras em um momento em que isso não era comum.

A disciplina de história da arte como conhecemos hoje apenas surgiu mais ou menos dois séculos depois desse livro.

Vasari separa o livro em partes, e na primeira temos descrições de técnicas e questões relativas à arquitetura, escultura e pintura. Depois dessa parte inicial do livro, que se dedica mais as técnicas, chegamos nas três partes sobre as Vidas das quais o livro se dedica.

Vasari acreditava no progresso e desenvolvimento da arte, e organiza seu livro dessa maneira.

SINOPSE: Publicado pela primeira vez em Florença em 1550, este livro é considerado a obra inaugural da história da arte e fonte escrita indispensável para quem quer se familiarizar com a arte do Renascimento italiano e seus protagonistas. Vasari, pintor e arquiteto, nos oferece o relato das biografias dos mais célebres artistas do Renascimento italiano. A esta edição, com prefácio de Giovanni Previtalli e organização e notas de Luciano Bellosi e Aldo Rossi, que reproduz integralmente a edição de 1550, se acrescentam um índice de nomes e outro de lugares e obras que facilitam a localização das obras a que Vasari faz referência.

COMPRE AQUI

#giorgiovasari #vasari #vidadosartistas

9 livros de arte para crianças

Uma seleção de livros de arte infantis

Aqui vai uma seleção de livros incríveis para presentear as crianças da sua vida! Que tal separar um tempinho pra ler um livro com uma criança ou mesmo dar um presente maroto desses na próxima ocasião?

E aí, você teve algum livro sobre arte na sua infância?

#livroinfantil #arteinfantil #arteparacrianças #diadascrianças

Toda criança gosta de fazer arte. Com este livro, crianças de todas as idades poderão conhecer o trabalho de diversos artistas brasileiros e ainda experimentar algumas atividades inspiradas em suas obras. Numa linguagem simples e divertida, Arte brasileira para crianças conta com uma seleção de 100 importantes nomes das artes, apresenta um trabalho e uma pequena biografia de cada um deles, além de propor uma atividade inspirada na obra do artista para as crianças conhecerem diferentes ideias, materiais e maneiras de fazer arte. O livro traz, ainda, um glossário para as crianças aprenderem os mais diversos termos relativos às artes visuais. A brincadeira acontece com os trabalhos de Adriana Varejão, Alfredo Volpi, Beatriz Milhazes, Candido Portinari, Hélio Oiticica, Leonilson, Lygia Clark, Miguel Rio Branco, Nuno Ramos, Tarsila do Amaral, Tunga, entre outros. Lista completa dos artistas presentes no livro: ABRAHAM PALATNIK, ADRIANA VAREJÃO, ALEX CERVENY, ALEX VALLAURI, ALEXANDRE DA CUNHA,ALFREDO VOLPI, AMILCAR DE CASTRO, ANGELO VENOSA, ANITA MALFATTI, ANNA BELLA GEIGER,ANNA MARIA MAIOLINO, ANTONIO DIAS, ANTONIO MANUEL, ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO, ATHOSBULCÃO, BARRÃO, BEATRIZ MILHAZES, CABELO, CAETANO DE ALMEIDA, CANDIDO PORTINARI, CAOGUIMARÃES, CARLITO CARVALHOSA, CARLOS VERGARA, CARYBÉ, CHELPA FERRO, CILDO MEIRELES,CRISTINA CANALE, DANIEL SENISE, DUDI MAIA ROSA, EDGARD DE SOUZA

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/2Xv3IZX

À maneira de jogo entre vários gêneros narrativos – ensaio, autobiografia e novela -, Juanjo Sáez reconstrói, em seu novo livro, alguns dos capítulos mais interessantes da História da Arte. E o faz por meio de uma conversa com sua mãe, criando assim um vínculo estreito com o leitor, convidando-o a refletir sobre algumas obras de arte e sobre a própria figura do artista. No entanto, não se trata de um livro acadêmico que pretenda falar de cátedra, muito ao contrário. Com humor e sem dissimulações, com um estilo cúmplice e popular, Juanjo Sáez pensa em voz alta sua visão de Arte, e para exemplificá-la detém-se no trabalho de alguns dos criadores mais representativos dos últimos tempos: Calder, Picasso, Warhol, Dalí e , entre outros. Em outro plano igualmente fascinante, Sáez cumpre uma missão de natureza mais sentimental: percorre salas de museus junto com sua mãe, relembra cenas familiares cotidianas, revisitando sua própria memória. ‘A Arte. Conversas imaginárias com minha mãe’ é um livro que não se parece com nenhum outro. Original, divertido e inovador, é um maravilhoso híbrido entre um ensaio ousado e uma novela gráfica informativa.

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/39sfWoM

Este livro apresenta a historia de Candido Portinari com imagens e obras realizadas ao longo de sua vida. Ainda criança, Candinho já demonstrava sua vocação rabiscando o chão de terra. Gênio da Arte Moderna, tornou-se um dos maiores pintores do século XX.

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/3o02NMt

Cada livro traz novas informações em nossas vidas. Lendo um livro, nossas vidas mudam. Vale a pena conhecer coisas novas lendo. Não hesite. comece agora mesmo e tudo ficará mais bonito, mais interessante.

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/3o02UaR

Conhecer a beleza das cores que compõem as pinturas de Tarsila do Amaral é um privilégio. Em Tarsilinha e as Cores, a exuberância da fauna e da flora retratada nos quadros da mais famosa artista plástica brasileira despertará o olhar infantil para o aprendizado.

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/2XyGrGv

O que é arte? Por que os artistas se desenham? Quem eram os impressionistas? Descubra as respostas para essas questões e muito mais nesse livro divertido e informativo, com mais de 60 abas para abrir. Uma introdução ótima dos pequenos curiosos na arte.

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/3Aq01Dr

História da arte para crianças leva os leitores aos fascinantes caminhos da Arte, desde a Idade da Pedra até a Atualidade. Em 40.000 anos de Arte, são contados fatos dramáticos, pitorescos e, até mesmo, cômicos, no Humanismo e na História, para entreter e divertir. Ao resgatar a história das grandes obras de arte por meio de um inusitado enredo vivido por duas crianças, esta obra viaja pelas diversas culturas do mundo, reconhecendo a importância da Arte na vida, na história e no desenvolvimento dos povos. Uma oportunidade imperdível de apresentar a beleza da Arte às crianças!

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/3kupzK5

Este livro conduz a criançada a um passeio colorido e divertido pela arte ao longo da história. Com belas imagens, explica de forma didática a evolução dos estilos e das técnicas, desde a arte pré-histórica até a arte de rua. Apresenta algumas das mais importantes obras-primas, os principais movimentos e escolas, assim como a trajetória de grandes artistas, como Monet, Van Gogh, Matisse, Picasso, Miró e Andy Warhol. Traz ainda um capítulo especial sobre escultura.

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/2XLWIsa

Cinco famosas pinturas pós-impressionistas ganham vida para Érica neste livro de aventuras no Museu de Arte. Érica tenta pegar algumas sementes de girassol do quadro de Van Gogh, mas o vaso cai e as flores ficam esparramadas pelo chão. Uma garota, Mi mi, de uma pintura próxima, tenta ajudar, mas seu cachorrinho resolve aprontar… que confusão!

COMPRE PELO LINK: https://amzn.to/3hTURZa

Roube como um artista

Hoje a indicação é de um livro divertido sobre como despertar a criatividade.
Ilustrado e com uma linguagem acessível a qualquer público, o livro defende que para sermos criativos é preciso se inspirar em algo que já existe, pois do nada, nada sai não é mesmo?
Podemos chamar isso de construção de repertório também…


Esse livro eu ganhei de uma amiga muito querida, e indico pra você também como uma opção de presentear as mais diversas pessoas, pois a criatividade não está apenas na nossa área das artes, mas em tantas outras profissões e situações do nosso dia a dia…
Tem muitas dicas amigas…


SINOPSE: Verdadeiro manifesto ilustrado de como ser criativo na era digital, Roube como um artista, do designer e escritor Austin Kleon, ganhou a lista dos mais vendidos do The New York Times e figurou no ranking de 2012 da rede Amazon ao mostrar – com bom humor, ousadia e simplicidade – que não é preciso ser um gênio para ser criativo, basta ser autêntico. Baseado numa palestra feita pelo autor na Universidade do Estado de Nova York que em pouco tempo se viralizou na internet, Roube como um artista coloca os leitores em contato direto com seu lado criativo e artístico e é um verdadeiro manual para o sucesso no século XXI. Nesta obra, Austin mostra através de mensagens positivas um olhar gráfico diferenciado, ilustrações, exercícios e exemplos de como o leitor pode “ativar” seu lado criativo. Austin Kleon, corajosamente, desfila novas verdades sobre criatividade: nada é original, então abrace as influências, colete ideias, misture e reimagine para achar seu próprio caminho. Se gosta de um artista, copie-o, e copie as referências deste artista, descubra de quem ele gosta, quem ele copia, quem é a sua influência, e tome tudo isto para si. Seja este artista, até a hora que vai sentir que não está mais copiando e sim criando sua própria versão. Mas para chegar neste ponto é preciso que fique esperto, tenha uma rotina, um emprego fixo que lhe dê dinheiro e que lhe traga suporte para ser “selvagem” e ousado dentro de sua imaginação. O mais importante para os leitores é que Roube como um artista é focado na praticidade. Kleon quer transformar, mudar, fazer o leitor descobrir e ativar sua própria criatividade, e espera conseguir isto com todas as dicas e macetes que cita no livro. Roube como um artista é uma obra curta e intensa, um tiro certeiro para despertar aquele lado criativo que dorme dentro de todos os leitores.

COMPRE AQUI

#roubecomoumartista #austinkleon #criatividade

Gesto artístico

Cada artista possui um gesto que permanece consigo em sua produção, como uma maneira de fazer, como algo que se repete como uma combinação única.
É quando a gente bate o olho e identifica que aquilo é um Van Gogh, que pode ser uma obra de Da Vinci, que aquele colorido é de Tarsila, etc…

A partir de Giorgio Agamben em seu texto O autor como um gesto do livro Profanações, podemos pensar o gesto artístico como um dispositivo que captura um sentido que sempre retorna nas obras de um artista, como algo que permanece na obra como um sintoma em sua produção.

O gesto, apesar de sua recorrência, não faz com que o artista se torne acadêmico dele mesmo, mas sim encontre sempre sua diferença.
Encontrar o seu gesto artístico é isso, encontrar a sua maneira, só sua, de produzir arte, de se expressar no mundo!

É quando você coloca na sua arte, algo que só você poderia ter feito, pois isso está ligado com quem você é, com as suas referências, com os seus desejos, com a sua maneira de produzir… faz parte da sua identidade!

E você, consegue identificar o gesto artístico dos seus artistas preferidos? Ou se produz como artista, já encontrou o seu próprio gesto? A sua maneira de fazer?

Imagem: Abigail de Andrade, Interior de ateliê, 1889

#obradearte #abigaildeandrade #pintura #historiadaarte #giorgioagamben #gesto

Escolha um artista para conhecer

Se pudesse voltar no tempo e conhecer um deles ainda hoje? Qual rolê aleatório você escolheria?

1. Artemisia Gentileschi

2. Salvador Dalí

3. Leonardo da Vinci

4. Pablo Picasso

5. Van Gogh

6. Candido Portinari

7. Tarsila do Amaral

8. Claude Monet

9. Lygia Clark

Eu definitivamente escolheria a Tarsila do Amaral, andei lendo que ela sempre oferecia caipirinha no ateliê dela hahaha. E você?

#artemisiagentileschi #salvadordali #leonardodavinci #picasso #vangogh #portinari #tarsiladoamaral #monet #lygiaclark

4 artistas modernas da América Latina

Quantas artistas mulheres do período moderno você conhece?
Aqui uma seleção com 4 grandes artistas da América Latina, que fizeram a história da arte em seus países, Cuba, Brasil, Bolívia e Venezuela.
#artenaamericalatina #artistasmulheres #mulheresartistas #artemoderna #tasriladoamaral

A vertigem das listas

Já não deve mais ser segredo pra ninguém que eu gosto de fazer listas… X livros sobre isso, X coisas sobre aquilo… eu vivo fazendo posts assim por aqui… Pois então, aqui vai um livro pra quem gosta de listas haha

Em A vertigem das Listas, Umberto Eco faz um panorama delicioso pra gente pensar as listas, permeada por muita arte e literatura. Tem lindas imagens, e claro, muitas listas.

E aí, você gosta da fazer listas?

#umbertoeco #arte #literatura #avertigemdaslistas #lista

A vertigem das listas

SINOPSE: As listas são a forma primeira e mais fundamental de organização da informação. Mas, paradoxalmente, também a maneira pela qual até mesmo as formas mais complexas de classificação são apresentadas. Menus, sites, catálogos ou outros arquivos regem a cultura ocidental. Há tabelas de santos, enumerações de criaturas fabulosas, inventários de plantas medicinais, relações de tesouros. Existem listas práticas, que são finitas, como os catálogos de livros em uma biblioteca; Outras sugerem incontáveis magnitudes e, portanto, um perturbador senso de infinitude. Em A vertigem das listas, Umberto Eco, um dos mais incensados intelectuais da atualidade, explora questões-chave de cada classificação, oferecendo uma lição importante para a arquitetura da informação. Como criar uma classificação rigorosa? Há apenas um critério para classificar? E, se mais de um, qual escolher? Eco nos lembra, ainda, que o sonho de toda ciência e toda a filosofia, desde as origens gregas, foi conhecer e definir a essência das coisas. Lista-las. A estética das listas passa pela história da arte e da literatura. Mas A vertigem das listas não analisa apenas uma forma literária raramente investigada. Mostra, sobretudo, como as artes são capazes de sugerir listas infinitas, mesmo quando a representação aparece severamente limitada pela moldura. Umberto Eco reflete, nesta bela edição ilustrada, sobre como a ideia dos catálogos mudou através dos séculos. E como, de um período a outro, expressou o espírito de cada era. Com a perspicácia e erudição de sempre, Umberto Eco propõe essas e outras indagações. E, a reboque, tanto os textos antológicos quanto as extraordinárias ilustrações deste livro, nos faz percorrer um surpreendente itinerário. Este ensaio é acompanhado de uma antologia literária e uma vasta seleção de trabalhos arte, ilustrando e analisando os textos apresentados. Uma apaixonante aventura intelectual e sensorial, este volume dá continuidade ao projeto editorial dos livros História da beleza e História da feiura.

COMPRE AQUI

4 curiosidades sobre Christo e Jeanne-Claude

As obras de Christo e Jeanne-Claude estão em alta mais uma vez nas notícias mundo afora. Agora por conta de uma obra póstuma no Arco do Triunfo em Paris.

Eles produziram centenas de obras relacionadas ao espaço, arquitetura, intervenções.

Christo faleceu em 2020 e Jeanne-Claude em 2009.

Você conhece os artistas? Gosta do trabalho deles?
#arcodotriunfo #paris #christojeanneclaude #christo

Gostou do conteúdo?

Se inscreva no curso Narrativas da Arte Contemporânea, clique AQUI

O que é arte contemporânea?

Você já parou pra se perguntar o que é a arte contemporânea?

A arte contemporânea é a parte mais recente da nossa História da Arte. Os teóricos geralmente têm um consenso de definir a arte contemporânea como sendo a arte produzida a partir da década de 1960.

Com a arte contemporânea não temos mais movimentos definidos como a gente tinha até a arte moderna com o cubismo, fauvismo, ou mais pra trás como impressionismo, renascimento e assim por diante…

A arte contemporânea não se organiza mais por movimentos, mas é algo rizomático, não tem nem começo, nem fim, é mais um imbricado de questões e situações. 

E como podemos organizá-la então para estudar? Por temas.

Sim, por temas conseguimos estudar questões que são recorrentes na arte desde 1960, por isso organizei o meu curso sobre arte contemporânea nos seguintes temas: espaço, corpo, retrato e autorretrato e as relações com a história da arte.


São só esses temas que predominam na arte então hoje? Claro que não, esses são apenas alguns recortes, mas são ótimos pra pensar nas características da arte produzida hoje.


Quer saber mais sobre arte contemporânea? Se inscreve no meu curso Narrativas da Arte Contemporânea: https://www.udemy.com/course/narrativas-da-arte-contemporanea/?referralCode=C5530CDE38A3CD00E822

%d blogueiros gostam disto: