9 livros sobre arte brasileira

Fiz uma seleção com livros de diferentes períodos e contextos da arte no Brasil.Alguns são edições bem recentes, outros mais antigos apenas encontramos nas bibliotecas, mas tem seu valor… Destaco aqui dois livros que contém coletâneas de textos, onde encontramos diversas fases da arte brasileira:* Sobre a arte brasileira: da Pré-história aos anos 1960 comContinuar lendo “9 livros sobre arte brasileira”

9 livros de Mario Pedrosa

Mario Pedrosa (1900-1981) foi um dos críticos de arte brasileiros mais importantes da nossa história! Escreveu diversos textos, ensaios onde pensa a arte moderna no Brasil. Publicou dezenas de livros onde trata sobre o assunto. Aqui estão listados poucos… no post tem livros que estão esgotados, infelizmente, e que você apenas encontrará em bibliotecas especializadasContinuar lendo “9 livros de Mario Pedrosa”

O livro Ensaios Fundamentais e a arte brasileira

Ensaios Fundamentais Artes Plásticas, de organização de Sérgio Cohn, reúne textos críticos de diversos autores que tratam de temas diferentes, mas todos sobre arte brasileira. Ao total são 16 textos que tratam da arte moderna e contemporânea. Alguns textos são: Do modernismo à abstração (1910-1950) de Aracy Amaral; Pintura Pau-Brasil e Antropofagia de Tarsila doContinuar lendo “O livro Ensaios Fundamentais e a arte brasileira”

Hélio Oiticica e o Esquema Geral da Nova Objetividade

O artista Hélio Oiticica escreveu o texto Esquema Geral da Nova Objetividade para pensar a arte brasileira em 1967. Essa Nova Objetividade seria a formulação de um estado típico da arte brasileira, mas Oiticica define que não é um movimento como o cubismo, por exemplo, mas é a reunião de múltiplas tendências. E define asContinuar lendo “Hélio Oiticica e o Esquema Geral da Nova Objetividade”

Tarsila do Amaral e o Abaporu

https://amzn.to/3keTAdl Tarsila do Amaral publicou o texto Pintura Pau-Brasil e Antropofagia em 1939 e refletiu sobre suas próprias obras e o momento da arte na década de 1920 e 30. Afirma que o movimento antropofágico de 1923 teve origem em sua tela Abaporu, que esboçou os primeiros traços em 1928. O movimento, que uniu artistasContinuar lendo “Tarsila do Amaral e o Abaporu”

Flávio de Carvalho e as ruínas do mundo

Você já parou pra pensar que contemplar as ruínas do passado pode ser tão importante quanto olhar para o presente? Dando continuidade ao tema de ruínas, hoje trago o assunto por outra perspectiva. O artista brasileiro Flávio de Carvalho (1899-1973) em seu livro “Os ossos do mundo” dedicou um de seus capítulos para escrever sobreContinuar lendo “Flávio de Carvalho e as ruínas do mundo”