Tarsila do Amaral e o Abaporu

https://amzn.to/3keTAdl

Tarsila do Amaral publicou o texto Pintura Pau-Brasil e Antropofagia em 1939 e refletiu sobre suas próprias obras e o momento da arte na década de 1920 e 30.

Afirma que o movimento antropofágico de 1923 teve origem em sua tela Abaporu, que esboçou os primeiros traços em 1928.

O movimento, que uniu artistas do primeiro modernismo no Brasil, queria produzir uma arte verdadeiramente brasileira.Tarsila afirma nesse texto, que encontrou as cores que adorava quando criança em Minas Gerais, que a princípio disseram a ela que essas cores eram feias e caipiras. Diz que depois se vingou acrescentando tantas cores vivas em suas obras, se libertando sem medo de cânones convencionais.


Esse texto de Tarsila e outros sobre arte brasileira, você encontra no livro Ensaios Fundamentais Artes Plásticas, com organização de Sergio Cohn, da editora Azougue. Minha edição é de 2010.


No site da USP também encontrei um arquivo da revista RASM de 1939 dos Salões de Maio, que foram considerados precursores da Bienal de São Paulo. O artigo foi publicado nessa edição e está disponível online. Ali também existem textos de outros artistas como Lasar Segall e Anita Malfatti. Uma ótima pedida pra quem gosta de ler os artistas comentando suas próprias obras e o estado da arte.

O link é esse aqui:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: